África: Botswana quer devolver elefantes a Angola

0
541

O Botswana pode ter encontrado uma solução para a sua superpopulação de elefantes: isso vai encorajar alguns deles a deixar o país.

Segundo à Bloomberg, a indústria do turismo do Botswana, que representa um quinto da economia, depende fortemente da maior população de elefantes do mundo, mas os animais se tornaram um problema político, pois muitos destroem plantações e ocasionalmente atropelam os aldeões.

De acordo ainda com a fonte, muitos estão a começar a migrar para Angola e os governos de ambos os países estão a trabalhar no processo.

“É a ideia que temos, principalmente olhando para a superpopulação que temos”, disse Philda Kereng, ministra do meio ambiente do Botswana, em uma entrevista. “Temos que ajudar Angola a compreender o valor dos elefantes.”

Os 135.000 elefantes do Botswana vivem principalmente numa área de 520.000 quilómetros quadrados conhecida como Área de Conservação Transfronteiriça Okavango-Zambeze, que abrange cinco países e é o lar de quase metade dos elefantes africanos do mundo.

Os elefantes de Angola foram empurrados para o outro lado da fronteira em consequência da  guerra civil  que terminou em 2002. A caça ilegal em outros lugares, especialmente no Zimbábue, também aumentou a população de elefantes do Botswana.

Antes da guerra, Angola tinha cerca de 100.000 elefantes, em comparação com menos de 10.000 hoje, de acordo com os pesquisadores.

“O sul de Angola tem habitat privilegiado para elefantes e, se as condições forem seguras para os elefantes, eles retornarão a Angola em grande número,” disse Mike Chase, o fundador e director de pesquisa sem fins lucrativos Elefantes Sem Fronteiras. “É natural que os elefantes saiam de áreas onde o número é alto e procurem áreas com menos elefantes para ter acesso a comida e água sem aglomeração.”

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments