Angola: Carta aberta á ativista e jornalista “Rafael Marques” – Povo de Cuango-Cafunfo

0
544
AO
 
Exmo. Senhor Rafael Marques de Morais
 
=LUANDA=
 
Assunto: O QUE É A CORRUPÇÃO?
 
Antes de tomarmos a iniciativa em poucas palavras gostaríamos de louvar a sua iniciativa em ter deixado o papel que durante anos desempenhou por teres chegado a conclusão que como traidor não estavas no lugar certo em defender os pobres das garras dos corruptos onde por ironia do destino tem como origem.
 
O povo angolano, tem nas suas memórias e gravações magnéticas aquela voz que no tempo do carismático ditador como os angolanos o chamavam, como uma muralha intransponível em toda África chegando ao ponto de ser chamado salvador, tal igual o santigo o fez para a implantação da Democracia no mundo, no momento em que existiu vozes a defender o Comunismo julgando ser a única via que poderia dar a dignidade a pessoa humana, onde muitos dos cientistas daquela época foram do senso comum, hoje este povo se interroga:
 
Caro e prezado irmão;
A Antropologia cultural e etnolinguística, ensina-nos as origens dos seres vivos e do homem em si, independentemente do quadrante que se encontra a lógica formal ou teológica embora divergente em termos do pensamento dos homens, não fogem muito aos filósofos que defendem a ideia na concepção das lutas dos contrários que se desemboca nas contradições não antagónicas ou antagónicas que dividem o mundo com pensamentos diferentes.
 
Nesta linha de pensamento sendo angolanos, hoje não sabemos como aquele seu povo o devem classificar, uma vez tivera se colocado no lugar de Moisés, aquele ironicamente conhecido segundo as escrituras sagradas conduziu o povo Hebreu rumo a terra prometida, hoje se chama Israel.
 
Prezado Irmão;
Na política aprendemos que nem todos os traidores chegam a meta, as causas dessas desvantagens sendo doutor não sabemos em que ramo de saber se especializou, poderás tirar deste nosso entendimento as suas ilações e nos dar respostas sobre os êxitos atingidos pelos traidores a nível do planeta.
 
Querido irmão;
Naquele dia em que Jesus, estava na mesa com os seus discípulos, antes da última ceia, aquela personagem, fez uma pergunta aos seus discípulos sobre qual um deles que irá trai-lo! Mas todos ansiosos em saber quem seria, Judas Iscariotes, sem ser apontado perguntou a Jesus, senhor por causa sou eu?
 
Respondendo-lhe Jesus, você o diz, e Judas conturbado saiu da sala e Jesus realiza a última ceia com os demais.
 
Nosso querido irmão;
Geralmente as pessoas que numa primeira fase aparecem como bons e defensores de um determinado grupo, foram sempre que pelo caminho traem este mesmo povo. Para o povo Lunda-Tchokwé, em particular o da zona do Cuango e Cafunfo, a sua entrega em nos defender sem que tivesse sido convidado, sempre nos criou uma dúvida em relação a esta aproximação.
 
Hoje está mais que concluído que o senhor Rafael Marques, tinha algum propósito atingir, julgando que aqui não existem pessoas que estudaram a língua do Luís de Camões, que conhecem a história do seu povo e da sua origem.
 
É com a grande mágoa que este povo do Cafunfo, Cuango, Capenda Camulemba, Caungula, Louremo, Xá-Muteba e da Lunda, em particular, que estamos a assistir um episódio triste montado pelo senhor Rafael Marques, que está andar com a polícia do governo que outros tratavam-lhe como agente dos americanos e europeus, ao ponto de ser julgado por defender este povo devido os diamantes de sangue.
 
Nosso querido irmão;
Onde é que o senhor encontrou os milhões de Kwanzas que está a vir com ele corromper os sobas para apoiar o presidente angolano nas próximas eleições e entregar uma parte aos sobas para desistir do Protectorado?
 
Querido Irmão Rafael Marques;
Você não é corrupto, com é que entregaste o valor de (1.000.000,00 KZ) UM MILHÃO DE KWANZAS, ao soba Txinjanga e os demais sobas e regedores não aceitaram o senhor achas que aqueles que morreram nesta vila por reivindicar o seu direito são animais.
 
Nós o povo do Cafunfo e toda a zona do Cuango, estamos a seguir os seus passos todos os dias, diga-nos uma coisa? Oque é que o Muatxissengue do ITENGO, está aqui a fazer? As eleições ainda não estão convocadas, somos obrigados a entregar o cartão eleitoral e fotocópias do bilhete?
 
Querido irmão;
Pessoas abalizadas na matéria sabem muito bem que o senhor Rafael Marques, está a fazer um papel sujo, em troca de dinheiro, se o ex-presidente José Eduardo dos Santos e os seus filhos são corruptos, o que você está aqui em Cafunfo a fazer, é corrupção ou não? Todo o mundo lá do seu país sabem que o senhor Rafael Marques, tencionava atingir algum objectivo e a via que você estudou era defender o povo do Cafunfo, Cuango e o resto, para poder ser reconhecido como activista, porque é que, o senhor como activista dos direitos humanos não defendem o povo do Huambo, e só escolhem os da Lunda e Cabinda?
 
Querido Rafael Marques;
Existe um provérbio em Tchokwé, que diz: Kuatuama Maumbu kexi kwendako unhimenhime, para o melhor entendimento, “onde existem sondas não se pode ir lá de costas”. O senhor não pensa que aqui há matumbos.
 
Para o seu conhecimento os próprios português, que assinaram o PROTECTORADO com os nossos antepassados, estão a dizer que o senhor Rafael Marques, não sabe nada da história sobre a expansão europeia em África.
 
Neste momento convidamos o querido irmão a navegar na internet com os seguintes dizeres: AUGUSTO DIAS HENRIQUE DE CARVALHO 1884/1885, para tirar as suas conclusões. Por outro lado, como é possível um activista dos direitos humanos, conhecido em todo o mundo é amarrado com corda de um metro e andar com o dinheiro do governo junto com policias a corromper os sobas?
 
Se os membros do governo são corruptos o papel que o senhor está a fazer é de que?
 
A sua missão de estar aqui com os polícias e militares a prender jovens e corromper os sobas podem-lhe custar a vida, nós não estamos contentes com as mortes dos nossos entes queridos.
Querido irmão Rafael Marques;
 
Porque é que corrompem o povo do seu país que está contra o MPLA e o João Manuel Gonçalves Lourenço?
 
Por outro lado, gostaríamos de perguntar o senhor José Estevão, que diz ser Muatxissengue, se um rei anda na caravana da polícia e traidores do seu próprio povo? O senhor José Estevão, não tem pena das pessoas que foram mortos e assassinadas barbaramente pelos militares e esses polícias que contigo estão andar?
 
Ao assim proceder não está a fazer o papel de um traidor? Onde já existe um rei que anda feito um turista e não tem um Concelho da família Real, como funciona outros reis do mundo? Onde já se viu um rei a ser utilizado como um homem de campanha política de um partido no poder a seu pedido? O senhor não esteve na sede do MPLA em Luanda? Fostes lá fazer o que?
 
Olha senhor Muatxissengue, o presidente de qualquer país, é que deve ir marcar a audiência com o rei, e não o rei ir no partido e ser recebido pelo um secretário. Por outro lado, gostaríamos de perguntar ao seu assessor Rafael Marques, que te levou na sede do MPLA, se na constituição dos angolanos, está aprovado a figura de rei?
 
Querido irmão Rafael Marques;
Neste preciso momento gostaríamos de lhe dar a conhecer que o PROTECTORADO da LUNDA, foi objecto da discussão da Conferência de Berlim antes da partilha da África, onde foi aceite pelos europeus, por unanimidade e Angola constou como colónia portuguesa, e não esteja ai a mentir a o nosso povo.
 
Sabias que o povo português é JUDEU? Se não sabes estuda a bíblia e vê qual foi a origem do povo europeu antes de Cristo.
Para terminar aconselhamo-lo sair do Cafunfo, sob pena de ver o diabo assar sardinha.
 
PROTECTORADO DA LUNDA, 01 de Junho de 2021
 
Povo de Cuango-Cafunfo
 
 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here