Angola: Carta Aberta à “Presidente da República João Lourenço”

0
146
FRENTE REVOLUCIONÁRIA PARA À INDEPENDÊNCIA SOCIOLÓGICA E INTEGRIDADE DA LUNDA-TCHOKWÉ (FRISILT)
 
À
Sua Excelência Dr. João Manuel Gonçalves Lourenço,
Presidente da República de Angola
 
LUANDA
 
Assunto: NOTA DE CONHECIMENTO.-
 
Excelência;
É com bastante mágoa que tomamos a liberdade em dirigir esta missiva a V/Excelência, desejando-lhe uma óptima saúde na companhia do seu executivo.
 
Em segundo lugar, pedimos a V/Excelência que esta pequena carta lhe chega as mãos em nome dos mártires do Cafunfo e do Kuango, que pela orientação expressa de V/Excelência, estão sendo executados e enterrados em valas comuns e outros a serem atirados no rio Kuango, como forma de apagar os vestígios.
 
Excelência;
Durante um tempo nos dirigimos para apelarmos a V/Excelência, aos partidos políticos angolanos, as igrejas e a Comunidade internacional e a própria organização das nações unidas sobre a nossa situação, onde Portugal é o estado mais virado por ser a entidade moral, mas como é próprio de um colonizador, V/Excelência, tem ignorado os nossos apelos valendo-se das armas que recentemente foram adquiridas a custa dos diamantes que hoje estão virados contra a população Lunda-Tchokwé.
 
Excelência;
As nossas fontes existentes juntos do Ministério público, da defesa e do interior, reportaram-nos que antes da situação que ocorreu em Cafunfo e no Kuango, V/Excelência, tinha baixado ordens de que qualquer manifestação que seja, os autores, deve ser morrida barbaramente como forma de conter as futuras reclamações que visa pôr em perigo o sistema comunista oculto sob capa de um país Democrático e de
Direito.
 
Segundo informações obtidas destas fontes na cidade de Saurimo, a tropa e a polícia já estava orientada a fazer execuções sumárias de todos os manifestantes e inclusive as autoridades tradicionais mais visadas excepto os que foram criados pelo sistema.
 
Excelência;
O executivo angolano e o MPLA, devem consultar a história Universal, antes da Expansão Europeia em áfrica e do mundo em particular, para entender melhor o conceito da origem da angolanidade, que muitos angolanos e académicos interpretam mal e julgam que desde o princípio do mundo, isso foi assim.
 
Excelência;
Antes disso, V/Excelência, sempre optou em ficar em silêncio enganando a Comunidade Internacional e os investidores estrangeiros que Angola é um país seguro para os seus negócios, mas hoje este discurso está fora de uso e na capital angolana, estão sendo presos os cidadãos do Protectorado da Lunda, onde neste momento o General e Comandante Trovoada está em prisão do governo angolano, por estar a reivindicar a autodeterminação do povo Lunda-Tchokwé, onde o secretário-geral do fórum angolano das autoridades tradicionais Dr. Mário da Silva Katapi, está sendo perseguido pelo SIC e SINSE a mando de V/Excelência, através do senhor ministro da defesa senhor João Ernesto dos Santos «Liberdade», que espera ser presidente nas futuras eleições já que o MPLA está dividido em duas alas e o senhor Eugénio Laborinho, Ministro do interior, filho de um pastor que julgam ser bemeducado e hoje optou em pôr a farda para matar o nosso povo.
 
Excelência;
Como temos estado sempre a informar sobre a questão da Lunda, tem haver somente com Portugal, o executivo angolano que na sua maioria é um executivo de crianças e se são adultos, de governação nada sabem, uma vez que já está declarada a guerra contra os Tchokwé ao invés de começar em Cafunfo, Kuango, Dundo, Moxico, Malanje, Uíge, Bíe, Huambo, Kuando-Kubango e em Saurimo, primeiramente devia começar em Luanda, onde se encontra a maioria dessa população, para um dia não vos incomodar mais.
 
Excelência;
Já que o MPLA, o seu executivo e suas instituições, preferem assim, não outra saída senão pegarmos em armas para defender a nossa população que está sendo dizimada sem qualquer causa, porquanto Angola é uma fusão de reinos diferentes onde o nosso império pela maturidade dos nossos ancestrais ficou Protectorado por parte do estado Luso e conhecimento óbvio dos membros ou estados que estiveram na base da conferência de Berlim.
 
Excelência;
Esta é a decisão que tomamos, uma vez estamos a ser sacrificados desnecessariamente, enquanto o nosso território não faz parte de Angola, como V/Excelência e o seu executivo julgam.
 
Excelência;
Muitos e tantos apelos foram feitos, mas devido a ganância V/Excelência, não nos escuta não vimos outra saída senão a guerra que o próprio executivo angolano já declarou perante o mundo.
 
Excelência;
Os deputados da UNITA, dos círculos de Benguela, Lundas Sul e Norte, Moxico, Malanje, que se deslocaram a vila do Cafunfo, pelo tamanho genocídio que está sendo praticado pela polícia antimotim, dos comandos, tropa regular e da ordem não foram admitidos a entrar naquela circunscrição, onde já estava o comandante geral da polícia a orientar o enterro dos populares com máquinas em valas comuns.
 
Excelência;
Segundo a nossa fonte em Cafunfo, a tropa e polícia diariamente estão a realizar fogo das 17 horas as 5horas da manhã contra a população onde só se permite sair as pessoas idosas em busca de água e todo aquele que é homem ou jovem está sendo torturado onde a lei marcial tomou conta de tudo, e os deputados da oposição ficaram retidos 4 dias no controlo com flagelamento das armas automáticas contra as suas posições, dos quais não chegaram de conter as lágrimas.
 
Excelência;
Ao assim acontecer, estamos a pedir que, ao invés de fazer buscas dos cidadãos de casa a casa, gostaríamos que V/Excelência, ordenasse a limpeza total de toda a população do Cafunfo e Kuango, e em sua substituição enviar lá a sua família, para melhor controlo dos diamantes.
 
Excelência;
Uma vez está declarada a guerra onde Cafunfo, Kuango e toda região está sob um estado de sítio, onde a vida de toda a população corre perigo, e comandante geral levou orientações expressas, não voltaremos atrás as nossas frentes militares vão começar atacar em repostas as acções do executivo angolano.
 
Excelência;
Para terminar auguramos votos de um dia encontrarmo-nos numa mesa frente a frente.
 
Os nossos melhores cumprimentos!
 
Lunda, 17 de Fevereiro de 2020
 
A FRISILT
 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here