Angola: Carta Aberta à “Presidente da República João Lourenço”

0
221
FRENTE REVOLUCIONÁRIA PARA À INDEPENDÊNCIA SOCIOLÓGICA E INTEGRIDADE DA LUNDA-TCHOKWÉ (FRISILT)
 
À
 
Sua Excelência João Manuel Gonçalves Lourenço,
 
Presidente da República de Angola
 
=LUANDA=
 
Excelência;
Em primeiro lugar pedimos como é de costume que esta carta que pelo sinal é a primeira do ano 2021, chega as mãos em nosso lugar, na companhia do seu executivo.
 
Excelência;
Decorridos 16 dias do ano que se inicia, tendo em conta que o senhor presidente e o seu executivo, tem estado a ignorar os nossos apelos e só aceitarão que existimos e que o império é um estado independente anexado a Angola, por parte de Portugal por causa de interesses, gostaríamos de apelar o seguinte:
Uma vez a questão em causa, está ligada com o governo português, e Angola está simplesmente a jogar xadrez e a roubar os diamantes que hoje sustenta o seu executivo, ouvido o conselho do auto comando da FRISILT e o Movimento Nacional de Libertação da Lunda, temos a elevada honra de informar a V/Excelência, que dentro de dias as nossas forças iniciarão com ataques como forma mais viável, já que a Comunidade Internacional ignora os nossos apelos.
 
Excelência;
Este aviso prévio já em tempo foi dado mas por não houver nenhuma acção militar o executivo angolano pensa que temos simplesmente ameaçado e não vai acontecer nada.
 
Excelência;
Em tempo informamos a V/Excelência, e a Comunidade Internacional que não conta com os Catangueses, que vão contrapor as nossas acções, visto não existir lá pessoas com poderes como nós.
 
Excelência;
O início de uma guerra nunca é avisada, mas no nosso caso temos estado a informar que no momento oportuno iremos avisar para se preparar para não dizer que foram surpreendidos e não conseguiram se preparar convenientemente.
 
Excelência;
Mesmo nos tempos nossos antepassados os adversários eram avisados atempadamente com o dia marcado, por isso que nós temos afirmado que o executivo angolano se prepare já que está a contar com o apoio da China, Cuba e Russos a quem entregou os diamantes para explorar em troca disso.
 
Excelência;
Perguntamos aos portugueses se durante o tempo que aqui andaram já ouviram que queremos fazer a guerra e se nunca houve o porque?
 
Excelência;
Quem avisa amigo é!
O senhor presidente, não tem nenhum documento que poderá
apresentar como essas terras pertence a Angola, mas nós temos provas documentais que estão a fazer com que Portugal e consignatários da Conferência de Berlim estivessem em silêncio total sobre esta matéria.
 
Excelência;
Não confundam com as garantias diplomáticas que têm levado a
cabo, os europeus sabem que Angola não é um país democrático, mas sim comunista e tem jogado um papel de uma democracia aparente.
 
Excelência;
Se até meados do ano em curso, V/Excelência, e o seu executivo não retirar a sua administração no nosso território as consequências que dai advir não será da nossa responsabilidade.
 
Excelência;
Era tudo quanto tínhamos para informar e para terminar auguramos.
 
Votos de boa compreensão.
 
Lunda, 16 de Janeiro de 2020
 
NGOLO KUFWA MUAKA KUMULILA MUAKA.

AO PRESIDENTE DA R. DE ANGOLA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here