Angola: Cerca de 1,6 milhões de angolanos têm diabetes

0
200

Pelo menos 1,6 milhão de angolanos, num universo de 25 milhões, sofre de diabetes, informou, em Luanda, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, citada pela Angop

A ministra prestou esta informação na abertura do I simpósio sobre diabetes, com o lema “As enfermeiras fazem a diferença: O financiamento e a educação são vitais para que os profissionais da saúde contribuam na luta contra a doença”, no âmbito do Dia Mundial da Diabetes, assinalado ontem.

A governante explicou que, para além do elevado número de pessoas com diabetes, a doença está associada a complicações graves, como cegueira, amputação dos membros inferiores, o enfarte agudo do miocárdio, o acidente vascular cerebral e a insuficiência renal, exigindo, por isso, a implementação de políticas públicas de prevenção e controlo, para redução dos seus efeitos.

É nesta perspectiva, prosseguiu a ministra, que o Executivo tem implementado medidas e assistências de prevenção da diabetes mellitus, incluindo a mesma no Plano de Desenvolvimento Nacional para o período 2018-2022, estabelecendo como meta que 50 por cento das unidades sanitárias, a nível primário, disponham de condições mínimas para o rastreio do diagnóstico e tratamento da doença.

Acrescentou ainda que a implementação destas medidas constitui estratégia  para a redução da incidência da prevalência da mortalidade e das complicações resultantes da diabetes, e, consequentemente, na diminuição da demanda aos serviços de saúde.

Por seu turno, a coordenadora do programa de diabetes da Direcção Nacional de Saúde Pública, Natália da Conceição, disse que a doença no país é uma questão de saúde pública, porque já se ressente um peso enorme em termos de ocupação de camas nos hospitais.

A magnitude do diabético em Angola ainda é pouco conhecida, porque não se possue um estudo a nível da população que pode indicar os números no país.
O simpósio foi uma promoção da Organização Mundial da Saúde (OMS). Desde 1991 que o dia 14 de Novembro é celebrado pela Federação Internacional de Diabetes (IDF: International Diabetes Federation) e pela Organização Mundial de Saúde como Dia Mundial de Diabetes.

O objectivo deste dia é chamar a atenção dos cidadãos e governantes para a problemática da diabetes.
A data foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico canadiano que, juntamente com o seu colega Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da insulina em 1921.

Em 2007, esta data ganhou especial relevo. No ano prévio as Nações Unidas reconheceram através da resolução 61/225 que a prevalência galopante de diabetes em todo o mundo constituía uma ameaça severa para as famílias, Estados membros e para todo o mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here