Angola: Director da Rádio Despertar e polícia têm “versões contraditórias” sobre prisão de jornalista em Luanda

0
188
Jorge Mendes Manuel foi detido em Cacuaco quando a polícia demolia habitações ilegais

O jornalista da Rádio Despertar Jorge Mendes Manuel está detido desde quarta-feira, 7, em Luanda, quando alegadamente encontrava-se a cobrir a demolição de casas no município do Cacuaco, arredores de Luanda.

A polícia tem outra versão e acusa o jornalista de ser invasor e de montar barricadas.

Queiroz Siluvia, director interino da Rádio Despertar, confirmou à VOA que Jorge Mendes Manuel estava em serviço quando foi detido.

“O jornalista estava em missão de serviço e foi detido quando cobria a destruiçao de casas em Cacuaco”, disse Siluvia que confirma ter contactado a polícia e enviado uma equipa da rádio para junto da polícia, mas sem sucesso.

“Até ao momento não sabemos qual é o estado de saúde do profissional”, concluiu o director da Rádio Despertar, próxima da UNITA, principal partido da oposição em Angola.

Entretanto, a polícia tem outra versão e o porta-voz da corporação em Luanda, Nestor Goubel, acusa o jornalista de ser um invasor de terras no Cacuaco.

“Em nenhum momento ele identificou-se como jornalista e no dia em que as autoridades estavam a destruir as cubatas, ele fez parte do grupo de jovens que criou barricadas na zona em que estavam a partir as casas”, contou Goubel à VOA, garantindo que Jorge Mendes Manuel foi entregue agora ao Ministério Público.

Não foi possível falar com o jornalista.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here