Angola: Edeltrudes Costa abandona o “Executivo e poderá ser escalado para a Diplomacia”

1
837
Algumas mexidas que supostamente estão a operar a nível do Gabinete do Presidente da República, e, a nível dos Governadores Provinciais, dos Ministros, Embaixadores, De acordo com informações enviadas para nossa redacção, para Chefe da Casa Civil do Presidente da República, será ocupado pelo ex-ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

A fonte revelou que Edeltrudes Costa, abandonará o Executivo e poderá ser escalado para a Diplomacia, entre Dubai, África do Sul, ou Brasília.

O Presidente da República, disse mais, está completamente decepcionado com o desempenho do Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Téte António, um excelente técnico e diplomata, educado, humilde e modesto, mas que não tem ou tem medo de ter mão, sobre o Ministério, por um lado, e por outro foi-se aliar (nomear) única e exclusivamente a colegas do Norte de onde ele é originário.

“Tem dois Secretários de Estado que lhe foram impostos mas que não o ajudam absolutamente em nada, (estão lá única e exclusivamente a fazer o verbo encher) para além de ter escolhido um Secretário Geral mais lento e calmo, do que a calmaria, estando já a ser manietado pela Directora/”Embaixadora” (sic) dos Recursos Humanos Sra.”, denuncia, acrescentando que, Elsa Caposso, que se de Telecomunicações onde esteve antes nunca deu nada, como é possível hoje conseguir fazer alguma coisa a nível do “coração” do Mirex ? Uma vergonha!

O MIREX, prosseguindo, tem alguns Embaixadores que se encontram na prateleira a muito tempo, (como por exemplo o Sr. Luís Galiano que foi Cônsul Geral no Algarve) que conhece bem muitos dos funcionários capazes e tem uma boa dinâmica para essa Direcção.

A mesma informação, avança ainda que, Salvador Allende (que todo o mundo sabe que fez e desfez a nível do MIREX nas vestes de Director de Gabinete do Ministro), poderá vir a ser nomeado Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário, mesmo para o Brasil, ou em outro país.

“Estão a fazer uma guerra interna para afastar o Embaixador Victor Lima, por pretender exercer de facto a função que lhe compete, procurando ajudar o PR nas questões diplomáticas e de cooperação, bem como fazer do MIREX, um Ministério mais normal e funcional”, observa.

No Cerimonial do Presidente da República, por exemplo, diz que a “guerra” está instalada entre o Director Bartolomeu Nunes e o seu Adjunto Jorge Silveira e, está a pegar fogo, faltando só segurarem-se pelos colarinhos, pelo facto de o Adjunto Jorge Silveira ter sido indicado pelo General Miala e se convencer que é ele quem deve mandar e não aceitar ser dirigido pelo Director Bartolomeu que conhece melhor e de longe o trabalho do que este.

Segundo uma suposta sondagem que foi ou está sendo feita, no Gabinete do Presidente fala-se em exonerar de imediato o Sr. Jorge Silveira e, para o seu lugar equaciona-se na volta do antigo Adjunto do Director José Filipe, Alexandre Andrade, (que conhece bem o João Lourenço, desde o tempo da ex-URSS) que hoje se dedica á sua entidade patronal, MIREX e, que se encontra actualmente a cumprir Comissão Ordinária de Serviço no Exterior (salvando o erro, parece que está em Marrocos ou no Consulado no Rio de Janeiro).

Falando de MIREX, lembra que, pelo escândalo que se verificou em Novembro último no Consulado em São Paulo em que a Cônsul Geral, Sra. Stela Santiago, instigada por uma Vice-cônsul sua “compincha” – Sra. Adelaide que aqui no MIREX sempre foi uma arruaceira, e mais uma outra funcionária, foram parar a uma delegacia da Policia prestarem declarações, em que o Ministro se viu na necessidade de enviar com urgência um funcionário sénior, no sentido de apurar toda a questão, sendo que, até á data, se aguarda pelo desfecho desse processo.

“Outra questão a nível dos nossos Consulados é ou foi o que se passou recentemente em que a Sr. Judith, Cônsul Geral que foi destacada para Guanzu, ter chegado lá e fez um escândalo porque a trataram como Ministra Conselheira e ela aos gritos disse: Ministra Conselheira não, eu sou Embaixadora (Sic)”, referiu.

Para a fonte, o que se deve verdadeiramente interrogar, é, como foi possível o ex-Ministro Manuel Augusto, ter nomeado como Cônsul Geral para Hong Kong o Sr. Eduardo Velasco Galiano (Embaixador sic) como Cônsul Geral para aquela posição, um funcionário que nem escrever praticamente sabe, muito menos sabe falar qualquer língua estrangeira para além do mau português que vai falando.

Outra questão que não se cala é, como foi possível o ex-Ministro Manuel Augusto ter voltado a nomear o Sr. Sá Miranda, como Cônsul Geral no Rio de Janeiro, depois do escândalo que fez enquanto exerceu as mesmas funções no Algarve (e que só conseguiu lá ficar um ano e meio pelas falcatruas que andou ali a fazer) e que tiveram que o ir buscar ás escondidas.

“Pergunta-se igualmente da razão do ex-Ministro, ter nomeado a “Embaixadora” Isabel Godinho para Cônsul Geral no Porto? Será que conseguiu esse lugar por ser namorada antiga do actual Ministro? Sra. Petulante, arrogante, mal educada, etc.”, conforme ainda a fonte.

Por outra apelou para melhores esclarecimentos, sobre o tipo de diplomatas que se pretende para representar Angola, no exterior.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here