Angola/Eleições: CASA-CE enfrenta “nova crise” com ameaça de abandono de partidos políticos

0
158
A CASA-CE que perdeu todos os seus lugares no Parlamento angolano nas últimas eleições faz face a uma nova crise com declarações que indicam que um dos partidos da coligação poderá abandona-la.

O antigo presidente do Partido Democrático para o Progresso da Aliança Nacional de Angola (PDP-ANA), Simão Makazu, em entrevista à VOA denunciou má gestão do partido político criado pelo professor Mfulupinga Lando Victor, e diz que é unânime para os militantes do PDP-ANA haver uma eleição para uma nova direcção que exija também o abandono do da Convergência Ampla de Salvação de Angola-Coligação Eleitoral (CASA-CE).

“A conversa partilhada entre membros de base e dirigentes é que o PDP-ANA vai deixar de pertencer à coligação CASA-CE e procurar andar sózinho”, disse.

Abreu Capitão Bernardo, actual presidente do PDP-ANA, pede calma e apela aos militantes para aguardar pela reunião do Conselho Consultivo da coligação sem descartar, no entanto, a possibilidade do seu partido abandonar a coligação.

“Como é que vamos sair da coligação para irmos sozinhos se essas pessoas ainda não se reveem na direcção?”, perguntou Bernardo, afirmando que “é preciso a CASA-CE fazer a reflexão sobre onde falhamos”.

A CASA-CE realiza no próximo dia 8, a reunião do seu conselho consultivo para reflectir sobre as consequências dos resultados eleitorais de 24 de Agosto.

Com a não eleição de qualquer deputado, a CASA-CE não terá verbas do Estado, maior fonte de financiamento dos partidos políticos em Angola.

O PDP-ANA, fundado a 17 de Março de 1991, integra a CASA-CE, desde a sua fundação, a 3 de Abril de 2012, em conjunto com os partidos PALMA- NOVA ANGOLA, PPA, PADDA-AP e PNSA.

 

 

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments