Angola: Funcionários do Tribunal Supremo exigem melhores condições de trabalho e aumento de salários

0
246
Os funcionários do Tribunal Supremo (TS) de Angola iniciaram nesta quinta-feira, 17, uma greve geral para exigirem melhores condições de trabalho e aumento de salários.

A greve foi convocada pela Comissão Sindical do Sindicato dos Funcionários Judiciais do Tribunal Supremo, que garante os serviços mínimos.

“A razão já é antiga, data de 2014, que tem que ver simplesmente com a equiparação salarial dos funcionários do Tribunal Supremo, com os outros funcionários (de outros órgãos de soberania) que têm um salário de duas três vezes mais”, justifica Domingos Fernandes Feka, primeiro secretário daquele sindicato.

Ele, tal como os colegas, questiona: “como é que quem mais trabalha menos ganha”.

Feka diz que esta é a primeira de quatro fases da greve.

“A primeira é do dia 17 até dia 24, a seguir, e a depender das negociações, em janeiro e fevereiro e em abril”, prometeu.

O sindicato diz ter escrito uma carta com as suas reivindicações ao Presidente da República, que ainda não respondeu.

A paralisação de hoje até ao dia 24 é a primeira de quatro fases da greve.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here