Angola: João Lourenço deve ser combatido por se “constituir num perigo maior para os angolanos” – Dito Dali

0
251
Para abertura do ano judiciário, João Lourenço preferiu convidar os presidentes do PRS, Benedito Daniel, e da FNLA, Lucas Ngonda. O presidente do maior partido da oposição em Angola, Adalberto Costa Júnior, presidente da UNITA, não foi convidado a participar do cerimonial que teve lugar hoje 29.03.2021.

João Lourenço declarou um plano de isolamento contra o Adalberto Costa Júnior por não ter aceite ser bandido e vendido aos pés do MPLA para fazer aquela oposição orientada e controlada pelo regime, pois que ACJ quer ser poder em 2022. Fazer o papelão de que faz o Lucas Ngonda e Benedito Daniel não consta da agenda política do ACJ, o homem quer ser poder…

Curiosamente, o agente do SINSE Carlos Alberto fez uma publicação (ver nas imagens) dizendo que João Lourenço convidou para o dia 4 de Abril, a data da celebração dos 19 anos de paz militar, os senhores: Isaías Samakuva, José Samuel Chiwale e Miraldina Jamba. Adalberto Costa Júnior, presidente da UNITA, não faz parte da lista dos convidados!

Definitivamente o senhor João Lourenço não é um líder que Angola merecia, é uma pessoa de má índole. Promotor de uma política de ódio, intrigas no seio dos partidos políticos, vingador, divisionista, arrogante, corrupto e fraco etc, etc.

Ao tomar essa postura, João Lourenço mostra ser um covarde e tem medo de encarar e/ou enfrentar o Adalberto Costa Júnior. Nenhum angolano devia aceitar que o João Lourenço retroceda as conquistas que o país alcançou em termos de convivência pacífica entre os irmãos angolanos e a estabilidade política e social, o pluralismo e tolerância política que conseguimos com muito sacrifício. Este país não é do João Lourenço; é dos angolanos, por isso todos temos o direito de governar ou não Angola.

Portanto, os convidados de João Lourenço se fossem realmente sérios não deviam aceitar participar da cerimônia do próximo dia 4 de Abril por uma questão de ética e respeito a liderança da UNITA, já que o desejo de JLo é mesmo incitar conflitos dentro da UNITA, isolar o ACJ das instituições e autoridades públicas, corromper alguns militantes e dirigentes da UNITA para (se atirarem) irem contra o Adalberto Costa Júnior, desestabilizar e fragilizar à UNITA ou sabotar o trabalho de ACJ. Isaías Samakuva nem devia aceitar envolver-se neste perigoso jogo, até porque os cidadãos têm memória do que representou à sua liderança ao MPLA, a não ser que o senhor Samakuva tem estado em sintonia com o João Lourenço para de uma vez por toda destruir o Adalberto Costa Júnior e impedir que chegue à Presidência da República em 2022!

João Lourenço tem medo de olhar e encarar o ACJ por isso evita qualquer contacto com ele. Essa covardia de João Lourenço é típico de líderes burros e fracassados que têm medo de discutir ideia onde cada um apresenta (rá) sua visão sobre o país.
Ditadura em Angola para nunca mais, os cidadãos vão resistir até ao derrube definitivo do regime.

Em 2022 vais gostar Jlo.

A nossa geração não pode falhar.

Dito Dalí

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here