Angola: “O que realmente se passa na Universidade Onze de Novembro (U.O.N)”? – Lucrécio Filipe Daniel

0
257
Ser honesto é algo muito complexo, talvez por isso muitas pessoas se omitam em entender. Mas eu digo mesmo com clareza que no DEI( departamento de ensino e investigação da faculdade de economia da UON) poucos lêem ou dominam a deontologia profissional, desconhecem até o seu próprio trabalho, preferem saber fazer da inveja, intriga e incompetência a sua essência de trabalho.
 
A área academica, financeira e outros departamentos da faculdade de economia são um bom exemplo de instituições eficazes, profissionais, competentes e credíveis. Tudo isso, só foi possível através da competência, profissionalismo, ética e decoro profissional dos seus membros.
 
Ao contrário do DEI( departamento de ensino e investigação da faculdade de economia da Uon) que é totalmente incompetente por causa de alguns membros que semeiam intriga, confusão, perseguição aos estudantes e docentes, a falta de profissionalismo, incompetência e falta de vocação científica de uns tantos arrogantes e prepotentes que por engano ostentam títulos e posições de que não merecem nem um pouco, a julgar pelos maus serviços que tem vindo a prestar a anos.
 
Ao meu ver tem de se fazer o mais rápido possível uma mudança radical na forma como este departamento funciona, pelo que, é preciso uma reciclagem e treinamento urgente aos seus membros e aproveitarem o bom exemplo de outros departamentos da mesma faculdade.
 
Todavia, se não se fazer nada, este departamento continuará perdido na ignorância que lhe é característico e compromete a excepção positiva de alguns membros, que contra todas as tendências anti-funcional prestam ou se esforçam em prestar um bom serviço. Estes bons funcionários precisam de proteção e reconhecimento, e devem ser defendidos face as investidas dos maus funcionários.
 
Lucrécio Filipe Daniel
 
Aos 26 de Maio de 2021

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here