Angola: País investe 5,7 milhões de euros em ponte-cais para facilitar descarga de combustíveis

0
207
A ponte-cais, situada na localidade do Saco-Mar, município de Moçâmedes, no Namibe, foi inaugurada esta Segunda-feira pelo ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo. A ponte vai possibilitar o funcionamento de infra-estruturas de descarga de navios de gasolina, gasóleo, Jet-A1 e LPG.

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás destacou esta Segunda-feira a importância da nova ponte-cais da província do Namibe, orçada em cerca de sete milhões de dólares, no desenvolvimento económico da região sul.

Este terminal vai ajudar a reduzir os custos de recebimento dos combustíveis, melhorar a segurança dessas operações e aumentar a capacidade de stocks dos combustíveis distribuídos na área bem como revitalizar a zona Saco-Mar.

Na cerimónia de inauguração, Diamantino Azevedo, fez saber que a ponte-cais tem como principal objectivo assegurar a descarga de combustível, nomeadamente gasóleo, gasolina, Jet A1 e LPG, de forma autónoma do cais de mineraleiro, assegurando celeridade e segurança às diversas operações envolvidas no processo.

“Este empreendimento enche-nos de esperança, porque temos consciência do impacto desses produtos no desenvolvimento económico desta região”, referiu.

O projecto, que faz parte dos esforços da Sonangol para aumentar a quantidade de combustível disponível no Namibe e na região sul do país, mais propriamente nas províncias do Cunene, Huíla e Cuando Cubango, foi construído em nove meses.

Diamantino Azevedo congratulou a Sonangol pela conclusão rápida e indicou que há projectos deste género em curso noutras províncias do país: “É importante dizer que existem projectos em curso nas províncias do Moxico, Huíla e Lunda Sul que visam igualmente assegurar a melhoria do processo de distribuição de combustível e consequentemente o abastecimento de várias localidades no nosso país”.

A ponte-cais custou cerca de sete milhões de dólares e tem capacidade máxima para 7000 toneladas por peso morto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here