Angola: Presidente da Assembleia Nacional (AN) “declina responsabilidade sobre deputados retidos em Cafunfo”

0
205
O Presidente da Assembleia Nacional (AN), Fernando da Piedade Dias dos Santos, declinou, nesta sexta-feira, qualquer responsabilidade sobre eventuais constrangimentos que envolvam um grupo de deputados da UNITA, na região de Cafunfo, na província da Lunda Norte.

De acordo com uma nota do seu gabinete, a deslocação não foi feita no quadro de uma comissão parlamentar multipartidária, como seria recomendável, pelo que o presidente da AN declina toda e qualquer responsabilidade sobre eventuais constrangimentos que envolvam o grupo de deputados.

O documento refere que o presidente tomou conhecimento de que se encontra na região de Cafunfo, Lunda Norte, um grupo de deputados da UNITA em alegadas diligências que não engajam a Assembleia Nacional.

“É de regra que os deputados não se podem deslocar sem a autorização do presidente da Assembleia Nacional”, esclarece a note.

Num comunicado conjunto (UNITA, CASA-CE e PRS), lido pelo líder da bancada parlamentar da Unita, Liberty Chiaka, este alega que cinco deputados do seu partido foram impedidos de aceder à vila de Cafunfo, onde pretendem se inteirar do incidente de sábado último.

Na madrugada de sábado, cerca de 300 indivíduos do auto-denominado “Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe”, munidos de armas de fogo, objectos contundentes e meios de arremesso, invadiram a esquadra policial de Cafunfo, município do Cuango, Lunda Norte.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here