Angola: Será que estamos mesmo num estado democrático?

0
215

Estava disposta a não falar nada sobre as manifestações porque muito já se fala por ai, mas devo dizer que dói, dói muito mesmo ter que ver juristas a serem manipulados e a fazerem papel de desconhecedores da lei.

A Constituição de Angola é bastante clara e não fui eu quem a inventou, então tenham calma caros dirigentes porque ninguém está acima da lei.

Hoje chorei tanto ao ver os vídeos partilhados na internet onde guerreiras e guerreiros destemidos aparecem a ser mal tratados pelos seus próprios irmãos.

De facto é complicado quando a Polícia não sabe qual é a sua real missão nê?

Por isso eu gostava de lembrar – los que o Direito a Manifestação é um dos Corolários de um Estado Democrático e de Direito tá?

Ainda nesta senda gostava também de fazer algumas perguntas.

1- Será que somos mesmo independentes?

2 – Será que somos de facto um Estado Democrático?

3 – Será que a policia esqueceu que o salário deles vem do OGE, dinheiro esse que o povo da em forma de impostos?

4 – Ou será que a culpa será sempre dos portugueses ou de mais estrangeiros?

De certo modo Não se percebe, porque os nossos representantes decidem andar por essa via, eles melhor que os jovens sabem perfeitamente que a violência não resolve nada, mas ao mesmo tempo são eles que não conseguem dialogar e excitam os jovens a violência.

Será que tencionam voltar para a guerra Civil? Espero que não.

Para terminar gostava de dizer que ninguém sai de sua casa para lutar por uma coisa inexistente, ou seja se tivesse o que comer, o que beber, onde dormir e um emprego de certeza que ninguém sairia para apanhar surra dos Polícias e correr o risco de ser preso e ate ser morto por capricho pois não?

Então lembrem-se que Angola é de todos nós e que os jovens não podem ser dependentes dos governantes e nem da má governação de ninguém.

OBS: Pode demorar, mais uma coisa é certa, o POVO SEMPRE VENCE. A voz do povo é a voz de Deus.

Deus abençoe Angola

Clementina Santos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here