Caso Manuel Rebelais: Carta de José Eduardo dos Santos cria “nuvem cinzenta” ao processo

0
223
O ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, atribuiu ao então ministro de Estado e chefe da Casa Militar, Manuel Hélder Viera Dias “Kopelipa”, a responsabilidades sobre a forma como foi gerido o Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA) que registou um desfalque de 98.141.632 de euros.

Numa carta de apenas dois pontos, chegada de Barcelona (Espanha), dirigida à Câmara Criminal do Tribunal Supremo durante a fase de instrução preparatória do processo judicial em que o ex-director do extinto GRECIMA, Manuel António Rabelais, é acusado dos crimes de branqueamento de capitais, peculato e violação de normas de execução do plano e orçamento, José Eduardo dos Santos escreve que “não tem nada que esclarecer porque a questão da estão do GRECIMA foi acompanhada pelo general na reforma Manuel Hélder Viera Dias”.

A carta, lida hoje na terceira audiência de discussão e julgamento de Manuel Rabelais e Hilário Santos, termina afirmando que “se mais esclarecimentos forem necessários Manuel Hélder Viera Dias também podia os fazer desde que não se trate de matéria de segredo do Estado.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here