Conselho Económico e Social (CES) de Angola vai refletir “o mais urgente possível” sobre desvalorização do kwanza

O Coordenador do Conselho Económico e Social (CES) de Angola disse hoje que o órgão vai refletir sobre o tema da desvalorização do kwanza para dar contribuições “o mais urgente possível”.

José Otávio Van-Dúnem referiu que, na segunda plenária do conselho, apesar de não estar agendado este tema “acabou por aparecer presente nas várias apresentações”.

“E ficou recomendado que os grupos, nomeadamente da área económica e empresarial, refletissem para dar contribuições o mais urgente possível sobre ele”, sublinhou o responsável.

Nunes Borges, membro do Conselho Económico e Social (CES) da área empresarial, mais concretamente da indústria, considerou que “dentro de poucas semanas haverá quase uma estabilização cambial, na verdade, talvez, uma acalmia no mercado cambial”.

O conselheiro sublinhou que um dos fatores para a desvalorização do kwanza é a falta de produção interna, ainda “muito limitada”.

“E por termos esses riscos da dependência de um produto que é o petróleo, sempre que os preços oscilam no mercado internacional nós temos em cadeia, imediatamente, uma reação negativa no ponto de vista económico e financeiro”, observou Nunes Borges, lembrando que a fase atual “é muito difícil para os produtores”.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments