DENÚNCIA: “MPLA NO CUANGO REUNIU PARA PREPARAR OS TIPOS DE CRIMES A SER IMPUTADO AOS ACTIVISTAS DO PROTECTORADO”

0
235
DENÚNCIA: MPLA NO CUANGO REUNIU PARA PREPARAR OS TIPOS DE CRIMES A SER IMPUTADO AOS ACTIVISTAS DO PROTECTORADO PORTUGUES DA LUNDA TCHOKWE QUE FOREM DETIDOS NA MANIFESTAÇÃOCUANGO, 28/01
 
O Comité Municipal do MPLA no Cuango, reuniu ontem dia 27 de Janeiro do corrente ano, para entre outras coisas estudar junto com a Policia o tipo de crime que será imputado aos Activistas do Movimento do Protectorado Português da Lunda Tchokwe que forem detido na manifestação do dia 30 de Janeiro, chegaram as seguintes conclusões; preparar catanas e machados, rasgar Bandeira da Republica e arranjar notas de Kwanza falsas, com camisolas do Movimento em posse da Policia do Cuango que havia extraído em 2015, para aqueles que forem detidos serem acusados como provas do crime na manifestação.
 
A fonte do Comité do MPLA no Cuango, disse que existe outros planos, que serão estudados nas próximas horas, e o SIC, foi orientado para trabalhar arduamente a paisana seguindo os Activistas do Protectorado desde hoje até o dia 30 de Janeiro.
 
Foi criada mais um grupo de manifestantes afectos a JMPLA e outros meliantes que serão pagos, para criar vandalismo a ser tudo isso imputado aos Activistas do Protectorado Português da Lunda Tchokwe que forem pego no dia 30 de Janeiro de 2021, estes indivíduos irão criar confusão com a própria Policia e demais manifestantes.
 
A Policia durante o dia de hoje 28/01/2021, esteve a passar com microfones nas rua do Cuango para avisar a população local em não sair na manifestação porque haverá disparos e quem se atrever ira morrer, ainda com “SLOGAN” de que nós somos milhões e que tentar será vencido, que estes Bandidos são apenas 200 elementos.
 
Tudo este investimento da Policia, das Forças Armadas Angolanas, da PIR e do próprio MPLA por causa de uma simples e pacifica manifestação na Lunda Tchokwe que foi anunciada desde Novembro de 2020. Agora é o MPLA que vai julgando ou é o desespero do regime?
 
É uma vergonha para o Governo do MPLA, para além de um forte aparato militar e Policial ido de Saurimo e de Malange, por causa de uma manifestação pacifica, de cidadãos pacatos, manifestação que esta a incomodar o Governo do Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço na Lunda Tchokwe, que tem agora mais de 12 Activistas presos no Kakanda – Dundo.
 
Há violação aos direitos humanos na Lunda Tchokwe, hoje o Activistas João Ipanga, detido ontem (27/01/2021) no controlo quando se deslocava de Cafunfo para Cuango, sem motivo nenhum, sem crime nenhum, foi levado hoje nu para o Comando municipal depois de ter passado a noite sob tortura policial, afim de ser enviado para o Dundo conforme orientações superiores, segundo a própria policia.
 
No julgamento sumario que já aconteceu no Dundo com os primeiros três Activistas, onde se inclui o Secretario Paulo Jorge Kulinua, o Juiz condenou o mesmo a 30 dias, segundo a Policia do Cuango, ele desobedeceu a Autoridade e esteve andar na rua sem a mascara, quando na realidade ele foi encontrado em sua casa, tal como o restante dos Activistas que estão sendo detidos arbitrariamente por ORDENS SUPERIORESque a mesma policia diz da Presidência da Republica.
 
A manifestação convocada pelo Movimento do Protectorado Português para o dia 30 de Janeiro tem como finalidade exigir diálogo do Governo Angolano sobre a Autonomia Lunda Tchokwe reivindicada há 15 anos (2006 – 2021)
 
Noticia em actualização….
 
 
Por Jorge Kwenda Adão, no Cuango

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here