EUA: Banco central angolano registou “510 queixas” contra instituições financeiras no primeiro trimestre

0
161
O Banco Nacional de Angola (BNA) recebeu no primeiro trimestre deste ano 510 reclamações, menos 105 que o mesmo período de 2020, contudo, a morosidade nas transferências continua a ser a maior preocupação apresentada pelos clientes.

De acordo com o balanço das Reclamações Apresentadas ao Banco Nacional de Angola no primeiro trimestre de 2021, em janeiro foi quando os clientes apresentaram mais reclamações, principalmente sobre as transferências (103), seguidas dos depósitos à ordem (107) e do crédito ao consumo (40).

No que se refere às reclamações sobre transferências apresentadas contra instituições financeiras, os motivos estão ligados à operação não efetuada/reconhecida, morosidade da operação e não disponibilização de valores ao beneficiário efetivo.

Sobre as contas de depósito à ordem, as reclamações têm a ver com movimentação indevida, não disponibilização de numerário e comissões/despesas realizadas pelos bancos.

A lista de instituições financeiras com mais reclamações é liderada pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC), com 168 do total de críticas apresentadas, no que se refere a contas de depósito à ordem, transferências e máquinas de multibanco, seguindo-se o Banco de Fomento Angola (BFA), igualmente com os dois primeiros problemas do BPC e operações sobre o estrangeiro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here