EUA: Milhares de pessoas em Washington a apoiar Donald Trump

0
305
Milhares de apoiantes de Donald Trump juntaram-se este sábado em Washington em comícios de apoio aos esforços do Presidente dos EUA para inverter os resultados da eleição que perdeu para o democrata Joe Biden.

Um mar de bonés vermelhos com o ‘slogan’ “Tornar a América Grande Outra Vez” invadiu a capital norte-americana, em tom festivo, com os apoiantes de Trump a dizerem-se convencidos de que o Presidente vai conseguir anular a vitória de Biden e cumprir um segundo mandato na Casa Branca.

“Não vamos desistir!”, disse Luke Wilson, um habitante de Idaho, de 60 anos, que acenava uma bandeira em defesa do porte de armas nos Estados Unidos.

“O povo americano está a ser vítima de uma grande injustiça”, disse Dell Quick, um apoiante incondicional de Trump, para quem a vitória de Biden é “totalmente impossível”.

Donald Trump não escondeu o contentamento com a realização destas manifestações numa zona da capital próxima da Casa Branca.

“Uau! Milhares de pessoas estão a reunir-se em Washington, para evitar que a eleição nos seja roubada”, escreveu o Presidente na sua conta pessoal da rede social Twitter.

Os comícios deste sábado em Washington pretendem ser uma demonstração de força da candidatura republicana de Donald Trump, a dois dias da reunião do Colégio Eleitoral, em que os delegados eleitos indicarão o seu voto que decidirá o nome do próximo Presidente, numa altura em que os resultados determinaram já a vitória de Biden.

Joe Biden tomará posse como 46º Presidente dos EUA, apesar de Donald Trump resistir a aceitar a derrota, continuando a alegar que houve “fraude eleitoral”, apresentando numerosas queixas que têm sido sistematicamente rejeitadas por tribunais estaduais, federais e, na sexta-feira, mesmo pelo Supremo Tribunal dos Estados Unidos.

Mas nem estas evidências demoveram os cerca de 10.000 manifestantes que hoje encheram várias ruas de Washington, para assistir a comícios onde falaram várias figuras próximas do Presidente, como Michael Flynn, ex-conselheiro de segurança nacional de Trump.

As manifestações decorreram debaixo de um apertado dispositivo policial, que procurou evitar que os apoiantes de Trump se cruzassem com pessoas que se deslocaram a Washington com bandeiras do movimento Black Lives Matter, protestando contra o racismo e a violência da polícia.

“Fora com os nazis!”, dizia uma faixa de apoiantes do Black Lives Matter.

Entre os apoiantes de Trump encontravam-se também elementos do grupo fascista Proud Bois, que foram mantidos afastados da manifestação por um cordão policial, procurando evitar confrontos violentos.

Os elementos do Proud Bois gritaram ‘slogans’ de apoio a Trump, mas pareciam ter instruções para não interagir com a polícia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here