Rússia acusa Estados Unidos da América (EUA) de “desestabilizar o mundo” por causa de Taiwan

0
55
A Rússia acusou hoje os Estados Unidos de “desestabilizar o mundo” ao provocar tensões acerca de Taiwan, onde a possibilidade de uma visita da líder do Congresso dos EUA, Nancy Pelosi, está a irritar Pequim.

“Washington está a desestabilizar o mundo. Não resolveu nenhum conflito nas últimas décadas, mas provocou vários”, acusou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, numa mensagem divulgada na rede Telegram.

A imprensa norte-americana avançou, na semana passada, a possibilidade de a viagem à Ásia de Pelosi passar por Taiwan, sendo que tanto representantes militares como civis chineses têm alertado para as possíveis consequências da visita da responsável norte-americana.

Hoje, a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Hua Chunying, avisou novamente que Taiwan vai enfrentar “consequências desastrosas” se “os Estados Unidos administrarem mal a situação no estreito”.

É “difícil imaginar uma ação mais imprudente e provocadora” do que a visita de Pelosi, assegurou Hua, que estendeu a possibilidade de haver “consequências desastrosas caso os Estados Unidos não tomem a decisão certa”, não só para Taiwan mas também para “o mundo inteiro”.

A agência de notícia de Taipé noticiou hoje que um navio contratorpedeiro da Marinha de Guerra da República Popular da China navegou a 80 quilómetros da ilha de Lanyu, no sudeste de Taiwan.

Citando fontes militares, a agência acrescenta que, além de contratorpedeiros, também fragatas e navios de telecomunicações do exército chinês foram avistados “nos últimos dias” ao largo da ilha de Lanyu, que pertence a Taiwan.

Nancy Pelosi está na Ásia em visita oficial e, até agora, anunciou que a visita passará por países como Singapura — onde já se encontra -, Indonésia, Coreia do Sul, Malásia e Japão, sem nunca referir Taiwan.

Não é a primeira vez que Pelosi planeia uma viagem a Taiwan, já que, em abril passado, tinha planos para ir à ilha, mas teve de os cancelar após testar positivo com covid-19.

A China reivindica soberania sobre a ilha e considera Taiwan uma província rebelde desde que os nacionalistas do Kuomintang se retiraram para lá, em 1949, depois de perder a guerra civil contra os comunistas.

Taiwan, com quem o país norte-americano não mantém relações oficiais, é uma das principais fontes de conflito entre a China e os EUA, principalmente porque Washington é o principal fornecedor de armas de Taiwan e seria o seu maior aliado militar em caso de conflito com o gigante asiático.

 

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments