África do Sul: “Registo oficioso aponta para 450 mil angolanos na diáspora” – Marcy Lopes

0
205
O ministro da Administração do Território, Marcy Lopes, esclareceu que o registo eleitoral oficioso no exterior será feito mediante a apresentação do Bilhete de Identidade, num processo que prevê registar cerca de 450 mil angolanos na diáspora.

Ao falar hoje, na cidade do Cabo, África do Sul, durante o lançamento do registo eleitoral oficioso no exterior, o governante exortou os angolanos na diáspora a aderirem ao processo, para se habilitarem a exercer o seu direito de voto nas eleições gerais previstas para Agosto próximo, em Angola.

No mesmo acto, a embaixadora de Angola na África do Sul, Filomena Delgado, aconselhou os angolanos sem Bilhete de Identidade a dirigirem-se aos consulados próximos das suas residências para tratar o documento.

Apelou à consciência patriótica e à participação pacífica e exemplar no processo, que na diáspora vai até ao dia 31 de Março do ano em curso.

Em Angola, o registo eleitoral oficioso iniciou a 23 de Setembro último e espera-se que, até Março, estejam registados mais de 12 milhões de cidadãos.

De acordo com a Lei, o registo eleitoral oficioso, destinado a cidadãos maiores de 18 anos, tem abrangência nacional e extensivo ao exterior do país.

Dentro do país, “o diploma estabelece que o processo decorra nos municípios, distritos urbanos, comunas, bairros e povoações, enquanto no exterior se realiza nas missões diplomáticas de Angola”.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments