Angola: Ahmed Dalmook Al-Maktoum, “Um xeque sem cheque”

0
335
Em resultado da dificuldade da Sonangol em construir um novo terminal para a Sonangol, a trading suíça Trafigura continua a ser a única empresa capaz de estocar produtos petrolíferos importados em grandes quantidades em Angola.

No entanto, em novembro de 2019, o PCA da Sonangol, Gaspar Martins, assinou um memorando de entendimento com um xeque de Dubai, Ahmed bin Dalmook Juma Al Maktoum, fundador da Africa Middle East Resources Investment (Ameri Group), para construir os tanques de armazenamento de petróleo num investimento avaliado em $ 600 milhões de dólares.

Primo distante do emir de Dubai, Al Maktoum tem passaporte diplomático e é bem recebido pelos líderes africanos que visita. Foi recebido pelo Presidente João Lourenço durante a sua passagem por Angola em 2019.

No entanto, um ano depois de ter assinado um primeiro acordo de princípio com o Estado angolano, não conseguiu angariar fundos para as avaliações necessárias ao Terminal Oceânico da Barra do Dande.

Para agradar o governo angolano, financiou em meados de 2020 uma pequena unidade de montagem de tratores com financiamento do Fundo de Investimentos Averi Capital, fundado pelo  português Gaspar Lino, ex-CEO da GEMCORP em África.

Al Maktoum também demonstrou interesse no projecto de expansão do aeroporto de Luanda, mas a sua falta de resultados no Terminal Oceânico da Barra do Dande pode prejudicar a sua reputação em Angola, segundo escreve o Africa Intelligence.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here