Angola: Inspector de educação do Uíge “acusado de violar menor de 15 anos”

0
237
Um funcionário bancário acusado de transferir dinheiro das contas dos clientes do seu banco para a sua conta pessoal

O Serviço de Investigação Criminal na província angolana do Uíge apresentou nesta terça-feira (26), vinte cidadãos indiciados na prática de vários crimes, dos quais destacam-se a violação de uma menor de 15 anos alegadamente por um inspector da educação e o furto de 17 milhões de kwanzas alegadamente levado a cabo por um funcionário bancário que transferia valores dos clientes para a suaconta e de seus familiares.

O porta-voz da delegação do ministério do interior subinspector Serafim dos Santos disse que “um cidadão de 36 anos, funcionário e tesoureiro do banco BIC no município de Sanza Pombo, é acusado de ter subtraído de forma contínua e faseada 17 milhões e trezentos e cinquenta mil kwanzas retirados nas contas dos clientes e transferidos para a sua conta e dos seus familiares”.

O caso da alegada violação da menor envolves “um cidadão de 41 anos de idade professor e inspector provincial da educação”.

O subgerente supostamente implicado no crime de burla por defraudação que não quis ser identificado disse ter sido alvo de uma fraude pois tinha passado a sua conta no multicaixa para um indíviduo que disse que tinha um terreno para vender e que “poderíamos ter nossa gasosa”.

“Então passei o multicaixa no senhor, desde ali o senhor nunca me apareceu para depois me aparecer um miúdo com a SIC, passou no Multicaixa dois milhões e cem kwanzas”, contou.

Dentre os crimes, foram ainda destacados outros por burla e defraudação, roubos qualificados com assaltos a mão armada nos municípios de Negage e Uíge, venda de medicamentos ilegais,expirados e dentre outros.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here