Angola: Detido condutor de autocarro angolano que “cobrava a passageiros para escaparem a teste”

0
243
A polícia angolana deteve um motorista de autocarro que cobrava 23 mil kwanzas (31 euros) aos passageiros para atravessarem a cerca sanitária que delimita Luanda, escapando ao teste da covid-19, foi hoje anunciado.

A informação foi prestada hoje por Nestor Goubel, do comando provincial de Luanda, segundo o qual o motorista foi detido na passada quinta-feira, junto ao posto fronteiriço do rio Longa, entre a província de Luanda e a do Cuanza Sul, depois de uma denúncia anónima.

Luanda está sob cerca sanitária desde o ano passado, devido à pandemia de covid-19, sendo obrigatória a apresentação de um teste serológico com resultado negativo para a circulação interprovincial.

O homem fazia o trajeto interprovincial entre Huambo-Luanda, Huíla-Luanda, Benguela-Luanda, “introduzindo passageiros sem o teste da covid-19”, segundo Nestor Goubel.

O homem, de 44 anos, cobrava 23 mil kwanzas aos passageiros para o transporte interprovincial e, quando chegava a cerca de 100 metros da barreira que delimita a cerca sanitária, mandava descer os viajantes.

O autocarro passava vazio na barreira, iludindo as autoridades, e os passageiros voltavam a subir para a viatura alguns metros depois.

Na altura em que o homem foi detido, foram contabilizados 28 passageiros que viajavam no autocarro, que foram depois submetidos a  testes da covid-19 no posto de testagem da comuna do Cabo Ledo.

Foi também apreendida a viatura, adiantou o responsável da polícia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.640.635 mortos no mundo, resultantes de mais de 119 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here