Angola: Taxa de emprego subiu 1,3 por cento no trimestre deste ano

0
281

A taxa de emprego no país situou-se, no 3º trimestre deste ano, em 59,7 por cento verificando-se um aumento de 1,3 por cento em relação ao trimestre anterior e uma diminuição de dois por cento relativamente ao trimestre homólogo.

O emprego na área rural foi superior à urbana (76,1 e 48,5 por cento), apresentando uma diferença de 27,6 pontos percentuais, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o relatório, a taxa de emprego dos homens (62,2 por cento) excedeu a das mulheres (57,4), contabilizando uma diferença de 4,8 pontos percentuais. A taxa nos jovens com 15-24 anos foi de 36,9 por cento, não havendo diferença significativa entre homens (37,1) e mulheres (36,7), respectivamente.

O documento enfatiza ainda que mais da metade (55,6) da população empregada encontra-se no sector da Agricultura, Produção Animal, Caça, Floresta e Pescas (5.622.774 pessoas), seguido do Comércio, com 19,4 por cento (1.959.444 pessoas). No que toca ao desemprego, o INE informa que a população abrangida, com 15 ou mais anos, aumentou em 9,9 por cento comparativamente ao segundo trimestre do ano em curso, um aumento de (470.898 pessoas).

A taxa de desemprego da população com 15 ou mais anos aumentou em 1,3 pontos percentuais. Para os jovens com 15-24 anos, a taxa de desemprego foi de 56,4 por cento um valor superior em 5,6 pontos percentuais (p.p) ao do trimestre precedente.

Áreas urbanas

No global, a taxa de desemprego na população com 15 ou mais anos foi estimada em 34 por cento, sendo 36,1 nas mulheres e 31,7 nos homens (diferença de 4,4 p.p). A taxa de desemprego na área urbana (44,8) é 2 vezes superior à da área rural (19,2 por cento), com uma diferença de 25,5 p.p.

Sectores de actividade

Os sectores de actividades Financeiras, Imobiliária e de Consultoria, com 0,6 por cento (com 56 mil 441 pessoas) são os que menos empregaram durante o terceiro trimestre do ano em curso, segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A taxa de desemprego foi estimada em 34 por cento, valor superior em 1,3 pontos percentuais em relação ao do trimestre anterior (32,7) e 3,9 pontos percentuais relativamente ao trimestre homólogo.

A população empregada com 15 ou mais anos foi estimada em 10.112.899 pessoas, sendo 5.047.970 homens e 5.064.929 mulheres.

Apesar do contexto interno e externo de enormes dificuldades, o Governo mantém o compromisso de gerar, através de programas específicos e outros em parceria com entidades privadas, milhares de novos postos de trabalho, com prioridade para os jovens.
A formação profissional e o treinamento em empreendedores são outras variáveis incluídas nestas opções de empregabilidade.

Uma das entidades que garantiu, muito recentemente, a geração de mais postos de trabalho até ao final do ano foi a Agência de Investimentos e Promoção das Exportações (AIPEX). De acordo com números desta entidades mais de dois mil empregos deverão ser criados neste e no próximo mês, para totalizar a previsão de cinco mil empregos.

Texto do JA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here