fbpx
Home POLÍTICA Europa: União Europeia (UE) financia com “300 mil euros programa angolano de...

Europa: União Europeia (UE) financia com “300 mil euros programa angolano de estágios profissionais”

0
260
A União Europeia (UE) disponibilizou 300 mil euros para financiar o programa angolano de estágios profissionais em seis províncias, no âmbito do projeto Revitalização do Ensino Técnico e da Formação Profissional (Retfop) de Angola, foi hoje anunciado.

Segundo o coordenador geral do Retfop em Angola, Alexandre Rosa, o Programa de Estágios Profissionais, que visa “contribuir para a redução do desemprego, sobretudo entre jovens”, será lançado em articulação com o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (Inefop) angolano.

A meta deste projeto “é criar 600 estágios profissionais, para jovens entre os 18 e 25 anos”, entre 2021 e 2022 nas províncias angolanas de Benguela, Huíla, Huambo, Moxico, Luanda e Bié.

O responsável falava hoje, em Luanda, na cerimónia de lançamento do Programa de Estágios Profissionais realizada pelo Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, enquadrado no Plano de Ação para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Alexandre Rosa explicou que o modelo de financiamento do projeto Retfop será por contrato de subvenção do órgão que representa ao Inefop, que deve assegurar o pagamento das bolsas de estágios às empresas.

O coordenador geral do Retfop em Angola apelou, na ocasião, à participação de empresas neste projeto, referindo que estas devem candidatar-se até o final do primeiro trimestre de 2021, mesmo período para as candidaturas dos estagiários.

A adesão das empresas, “que necessitam de incentivos para absorver estagiários”, boa organização dos estágios, “enquanto complemento de formação”, e a existência de tutores empenhados foram apresentados como “fatores críticos de sucesso” para os estágios.

Os jovens, detentores de curso técnico-profissional ou de formação profissional reconhecida ou ainda de curso do ensino secundário geral complementado com curso profissional ou com bacharelato e/ou licenciatura em qualquer área de formação, devem apresentar suas candidaturas nos 150 centros do Inefop em Angola.

Numa primeira fase, as autoridades angolanas preveem alcançar pelo menos 2.500 estagiários em todo o país, perspetivando o aumento deste número, conforme deu a conhecer o secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, Pedro Filipe.

Nesta cerimónia, que decorreu no anfiteatro do órgão ministerial, em Luanda, o Inefop celebrou igualmente acordos de parceria com oito instituições, sendo duas universidades e seis empresas, que devem absorver jovens para estágios profissionais.

O projeto Retfop, programa de cooperação entre a UE o Governo angolano, é operacionalizado e gerido pelo Instituto Camões e pela Expertise France.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here