Portugal: Arresto a bens e contas de Isabel dos Santos alargado até cinco mil milhões de euros

0
177

De acordo com o Observador, o juiz Carlos Alexandre deu seguimento a um pedido do Estado angolano para que o arresto à empresária e filha do ex-presidente daquele país fosse alargado até cinco mil milhões de euros, passando a incluir as participações da Isabel dos Santos em várias empresas portuguesas.

O arresto aos bens e contas bancárias de Isabel dos Santos foi alargado até cinco mil milhões de euros, avança o Observador em primeira mão. O alargamento foi decretado pelo juiz Carlos Alexandre e resulta de um pedido do Tribunal Supremo de Angola.

No âmbito da cooperação judicial entre os dois países neste caso, o juiz português autorizou que a medida preventiva patrimonial englobe agora um conjunto perfazendo até cinco mil milhões de euros. No entanto, a medida não inclui vários imóveis londrinos detidos por sociedades da empresária sediadas no Dubai e Malta, ao contrário do que pretendiam as autoridades angolanas, de acordo com o Observador.

Incluídas passaram a estar as participações da filha de José Eduardo dos Santos, presidente de Angola até 2017, na NOS, Sonae, Efacec e no banco Eurobic. Isto significa, por exemplo, que a indemnização a pagar pelo Estado português no caso da nacionalização da Efacec será remetida para Angola.

O jornal esclarece ainda que, apesar das tentativas, a defesa de Isabel dos Santos se recusou a comentar por não ter ainda sido legalmente notificada, como indica o advogado Paulo Saragoça da Matta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here