Angola: Procuradoria-Geral da República (PGR) “afirma investigar ministro da Energia e Águas”

1
229
Apesar das diligências em curso, o procurador-geral da República, Hélder Pitta Gróz, avançou ao NJ que o processo de combate à corrupção registou uma quebra acentuada decorrente da falta de condições financeiras.

O porta-voz da Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou que o antigo vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, foi ouvido esta semana na condição de declarante no processo que envolve o empresário Carlos São Vicente.

“As declarações prestadas foram no âmbito do caso “São Vicente”. Quando são prestados a fazer declarações, estas pessoas devem determinar quando querem ser ouvidas”, esclareceu Álvaro João, que acrescenta que se deve ao facto de, na altura, Manuel Vicente ter sido o PCA da Sonangol.

Por outro lado, a PGR afirma, pela primeira vez, estar a investigar um possível envolvimento do ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, em branqueamento de capitais.

Em exclusivo ao Novo Jornal, o procurador-geral da República, Hélder Pitta Gróz, salientou que há outras acusações que têm merecido o devido tratamento. “Estamos também a ver o que se passa com este caso, para poder esclarecer devidamente o que é que aconteceu, pois não basta denúncia pública”.

 

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here