EUA: Homem mais rico da África Aliko Dangote ganha USD “600 milhões” em três dias

0
549
O homem mais rico da África, Aliko Dangote, viu seu património líquido aumentar em mais de US$ 600 milhões nos últimos três dias, graças a um aumento no preço das acções de sua principal empresa, Dangote Cement Plc, e planeia recomprar USD 112,75 milhões em acções.

A 14 do corrente mês, o património líquido de Dangote estava avaliado em mais de US$ 20 bilhões, tornando-o o homem mais rico da África e a 95ª pessoa mais rica do mundo.

Desde o início do ano, sua fortuna aumentou em mais de US$ 929 milhões. O aumento foi impulsionado pelo recente aumento de US $ 600 milhões em seu património líquido.

O aumento multimilionário em sua fortuna pode estar ligado a um aumento no preço das acções da Dangote Cement na bolsa nigeriana e da reacção dos investidores às notícias de que o empresário planeia recomprar as acções.

Em um comunicado à imprensa emitido pelo escritório da Ilha Victoria em Lagos, “a fabricante de cimento anunciou o início da segunda parcela de seu programa de recompra de acções, um movimento que fará a empresa recomprar 1% de sua participação por USD 112,75 milhões no mercado aberto”.

A Dangote Cement Plc comprará até 170.003.074 acções ordinárias totalmente integralizadas, representando um por cento das acções actualmente emitidas da empresa. A cimenteira também adquirirá 40.200.000 acções mantidas em tesouraria.

Em reacção ao plano de Dangote, o preço das acções da empresa aumentou 6,2% de USD 0,625 em 11 de janeiro para USD 0,664 em 14 de janeiro.

Enquanto isso, seu valor de mercado subiu de USD 10,66 bilhões para USD 11,32 bilhões, graças ao sentimento de alta na bolsa local.

Dados recuperados do Bloomberg Billionaires Index revelaram que o património líquido da Dangote desde 11 de janeiro aumentou de US$ 19,4 bilhões para US$ 20 bilhões.

Isso equivale a um ganho total de USD 600 milhões para o bilionário em três dias.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments