Angola: Alexandra Simeão critica a governação do Governo Provincial de Luanda (GPL)

0
223
A ex-vice ministra da educação do Governo de Unidade e Reconciliação Nacional, Alexandra Simeão criticou de forma severa, a governação de Joana Lina à frente dos destinos da província de Luanda.

Através de um post publicado na sua página da rede social facebook, Alexandra Simeão, começa por questionar se está de facto  alguém a comandar o Governo Provincial de Luanda (GPL)? Ou no “separar das águas” o trabalho de primeira secretária prevaleceu?”

Para a também activista social, “a cidade está um nojo. Não tem iluminação pública na maioria das ruas e estradas, no centro e na periferia. O lixo abunda em todos os lados e demora dias a ser recolhido, quando é recolhido. Os semáforos faleceram. A luz e a água têm faltado frequentemente. Os destroços dos urinóis públicos milionários continuam a demonstrar quão ineficiente é a gestão urbana. Os buracos nas estradas triplicaram. Os Jardins estão abandonados”.

Continuando, Alexandra Simeão diz que  “a baixa de Luanda está imunda e cheia de pessoas sem nenhuma assistência e o património histórico deixou de importar. A quantidade de crianças e adultos que procuram comida nos contentores de lixo, só vista no tempo da guerra, é impressionante. Nos bairros a vida endurece a cada dia, sem luz, água, saneamento e com muita fome. E em todas as valas de drenagem as ratazanas parecem gatos”.

Na visão da ex-governante, “o único sitio onde se vê o trabalho do Governo Provincial de Luanda (GPL) é na Cidade Alta que parece a Suíça. Ali não há um único buraco, os passeios estão impecáveis, os jardins estão maravilhosos sem nenhuma erva daninha e são regados todos os dias, as luzes públicas funcionam todas, os lancis dos passeios são pintados frequentemente e os caixotes de lixo são irrepreensíveis. Até já teve direito a uma brilhante decoração de Natal. Se o Governo Provincial de Luanda (GPL) for de férias, durante 6 meses, só a Cidade Alta sentirá a diferença”, conclui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here