Angola: Filha de David Mendes é advogada de Rui Galhardo que “acusou e apresentou queixa contra Adalberto Costa Júnior”

0
257
Manuela Mendes, filha do deputado independente à Assembleia Nacional, David Mendes é alegadamente a advogada do antigo militante da UNITA que proferiu graves acusações contra Adalberto Costa Júnior, presidente daquele partido.

Segundo mais recentes dados que AO24 teve acesso, Rui Galhardo apresentou às autoridades uma queixa-crime contra o Presidente da UNITA, Adalberto Júnior, podendo este ser convocado a qualquer momento para responder na Justiça, por ter supostamente colocado em risco, a vida do referido militante, durante as celebrações, no Uíge, dos 55 anos do partido.

Recorda-se que, este antigo militante da UNITA, Rui Galhardo, proferindo graves acusações contra o presidente do partido, a 18 de Março, durante uma conferência de imprensa, terá dito que Adalberto Costa Júnior está envolvido em vários casos de pedofilia.

Na ocasião, informou também que foi acusado, durante uma entrevista de rádio, por Adalberto Costa Júnior, de ter sido o responsável pelo suposto atentado contra o presidente da UNITA, na província do Uíge, aquando das comemorações dos 55 Anos de existência do partido.

Tendo desmentido as alegações de AdalbertoCosta Júnior, na referida entrevista, prometeu recorrer à justiça para pedir responsabilização dos envolvidos.

De salientar que, o Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, revelou, através de uma entrevista à Rádio MFM, em Luanda, no dia15 de Março que os Serviços de Inteligência e Segurança do Estado (SINSE), terão pressionado, até com valores monetários, médicos de um hospital público, no sentido de prestarem falsas declarações contra o presidente da UNITA, no crime de violação de menores.

Pouco depois, Rui Galhardo, foi também denunciado de tentativas de corrupção a um funcionário de um hospital de Luanda, para este fabricar um documento comprovativo de aborto de uma menor, a imputar a Adalberto Costa Júnior, Presidente da UNITA.

As denúncias públicas foram feitas em conferência de imprensa, por Albino Lohoka, o pai do enfermeiro que Rui Galhardo tentou subornar com 20 milhões de kwanzas, para persuadí-lo a produzir um aborto para uma menor e na descrição do relatório médico colocar ACJ como pedófilo e responsabilizá-lo por outros crimes da mesma natureza.

Em troca, o jovem enfermeiro, chefe de turno numa das unidades hospitalares de Luanda, receberia um montante acima dos 70 milhões de kwanzas, o que não veio a acontecer por duas razões fundamentais, nomeadamente o desconhecimento da ocorrência do aborto e, por outro lado, não era o director da referida unidade hospitalar.

O cidadão que sofreu tal tentativa, é técnico superior de Enfermagem, com licenciatura em Direito, filho de médico de formação e militante da UNITA desde 1974, chefe de família, de cujos contactos com Rui Galhardo, conforme alegações, aconteceram nos dias 27 e 28 de Dezembro do ano 2020.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here