Angola: Líderes juvenis demarcam-se do encontro convocado pelo GREJA

0
246

Várias organizações partidárias e da sociedade civil rejeitam a convocatória do Grémio Juvenil de Angola (GREJA), organização juvenil ligada “aos irmãos Cambundes”. Cambundes é um conhecido grupo dos gémeos, dirigido superiormente por Augusto Cambunde.

Num anúncio feito nas redes sociais, para “encontro de reflexão dos lideres juvenis”, os jovens querem com este encontro “ludibriar” os considerados “revus” e membros da sociedade civil sobre a capacidade de resolver os problemas sociais da juventude.

O aludido encontro está previsto para este sábado, 07, na Ilha de Luanda e prevê supostamente abordar os problemas que mais preocupam a juventude angolana depois dos acontecimentos do 24 de Outubro, em que um grupo de membros da sociedade civil, constituídos maioritariamente por jovens, contestou na rua a governação do Presidente da República, João Lourenço.

A iniciativa do GREJA que se pretende afirmar como “tábua de salvação” do Presidente João Lourenço e do seu governo face à “fúria da juventude”, está a ser encarada pelos líderes juvenis associados ao Conselho Nacional da Juventude (CNJ), como “oportunismo” por parte do líder desta organização, “irmãos matracas” qualificando-os como sendo um indivíduo que deseja ver projectada a qualquer preço a sua imagem e concretizar o apetecível sonho de se tornar num líder congregador, fracassada a intenção de presidir, o CNJ.

O GREJA, é uma associação filiada ao CNJ, pelo Mauro Mendes.

Diferente do GREJA, o CNJ é uma instituição credível, parceira do Estado que reúne mais de uma centena de organizações.

De lembrar que Isaías Kalunga é o Presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), eleito em Assembleia-geral ordinária realizada em Agosto de 2020.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here