Angola: Bispo e pastores da IURD condenados com pena suspensa

0
240

O Tribunal Municipal do Talatona condenou, nesta segunda-feira, um bispo e dois pastores da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), a 45 dias de prisão, com pena suspensa.

Além destes, foram condenados três seguranças de uma empresa privada, todos eles pelos crimes de injúria contra uma autoridade policial.

Os réus, que responderam igualmente pelos crimes de desobediência e agressão contra o comandante da esquadra do Talatona, deverão pagar, em seis dias, indemnização de 200 mil kwanzas e 80 mil kwanzas de taxa de justiça.

Do total de réus, apenas dois (seguranças da empresa privada) foram absolvidos pela Justiça.

Caso não paguem no período estipulado, os réus deverão ser recolhidos à cadeia, para o cumprimento da pena de prisão efectiva.

Na essência, os arguidos foram acusados de agredir e proferir injúrias contra o comandante da esquadra do Talatona, na passada semana.

O caso ocorreu quando as forças de segurança tentavam apaziguar um desentendimento entre integrantes da IURD, motivado pelo impedimento do acesso a uma das residências do condomínio dos responsáveis daquela congregação.

A IURD Angola enfrenta uma crise interna que começou a crescer de tom a 28 de Novembro de 2019, altura em que 300 fiéis angolanos, entre pastores e bispos, acusaram, pela primeira vez, bispos brasileiros do cometimento de crimes.

À época, os servidores angolanos assinaram uma petição e denunciaram as supostas práticas à Procuradoria-geral da República, que instaurou um processo-crime, ainda sem resultados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here