Angola: Gustavo da Conceição eleito para “quinto mandato” no Comité Olímpico (COA)

0
288
Gustavo da Conceição foi esta terça-feira eleito, em Luanda, para mais um mandato na presidência do Comité Olímpico Angolano (COA), para o quadriénio 2021/2024, num pleito em que concorreu para a sua própria sucessão.

Dos 95 membros do Comité Olímpico com direito a voto, 24 exerceram-no de forma presencial e cinco (5) por email, totalizando 29.

A tomada de posse acontece a 19 do corrente, às 11 horas, no Complexo da Cidadela Desportiva.

O executivo hoje eleito é constituído por Gustavo da Conceição (presidente), Pedro Godinho, Leonel da Rocha Pinto, Mário Rosa, Marcelina Kiala (vice-presidentes), António Monteiro “Bambino” (secretário-geral) e Inês Malamba (tesoureira).

Integram ainda o elenco, Auzílio Jacob, Artur Almeida e Silva, Bernardo João, Elisa Webba, Sara Tavares, Mário Fernandes, Nair Almeida, Madalena Félix e Paulo Madeira (vogais).

Como objectivo, o antigo basquetebolista da Selecção Nacional pretende ver Angola participar nos Jogos Africanos da Juventude, Jogos Africanos de Praia, Jogos Africanos, Jogos Mundiais de Praia e Jogos Olímpicos de Paris, este último em 2024.

Conta ainda do seu plano de acção a procura de novas fontes de financiamento, lançamento de um projecto de marketing, estabelecimento de relações com novos patrocinadores, exploração dos programas de comunicação e os espaços físicos do COA, como instrumentos comercializáveis.

Para o ciclo 2021-2024, pretende ainda a actualização dos seus estatutos, bem como a actualização e elaboração de regulamentos.

Já lideraram o COA, Augusto Teixeira (1979-1980), Germano Araújo (1981-1984), Germano Araújo (1985-1988), Germano Araújo (1989-1992),  Rogério Silva (1993-1996), Rogério Silva (1997-2000), Rogério Silva (2001-2004), Gustavo da Conceição (2005-2008), Gustavo Conceição (2009-2012), Gustavo da Conceição (2013-2016) e Gustavo da Conceição (2017-2020).

Recorde-se, “Gustavo da Conceição também é líder da Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa e membro da Comissão dos Assuntos Legais da Associação Mundial dos Comités Olímpicos”.

De 2000 a 2004 foi director técnico da Associação dos Comités Nacionais Africanos (ACNOA). De 2005 a 2012 liderou a Federação Angolana de Basquetebol (FAB).

Como jogador, conquistou, em Campeonatos Africanos das Nações, duas medalhas de prata e uma de bronze. Nos Jogos de Nairobi, em 1987, foi dos responsáveis pela medalha de ouro.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments