Angola: FLO-TEK registou uma redução de 75%

0
311

A FLO-TEK registou uma redução de 75% do seu negócio no primeiro semestre de 2020 em consequência da pandemia da COVID-19, disse ao Mercado o seu director executivo, Ramarao Sridhar.

A empresa que actua em Angola desde 2005 na fabricação de produtos usados nos sectores de mineração e industrial, civil e infra-estrutura, encanamento e irrigação reduziu o seu negócio em 75% no primeiro semestre de 2020 quando comparado a 2019 em consequência da pandemia da COVID-19.

Segundo o director executivo, em 2019 a facturação da empresa foi de 15 milhões USD, mas com o surgimento da pandemia da COVID-19, no primeiro semestre de 2020 a empresa facturou 4,2 milhões USD.

“Estamos num período de sobrevivência e a segurança dos nossos funcionários e clientes é bastante importante, por isso efectuamos trabalhos com redução de contacto físico optando pelas vendas e logísticas online”, disse o gestor.

Considerando que o valor humano é o sucesso para qualquer empresa, o responsável avançou que houve uma redução de 10% dos trabalhadores, redução das horas de trabalho e consequentemente de produção, evitando reuniões ou viagens desaconselháveis e adiou alguns projectos para o próximo ano.

Refira-se que, o grupo Flo-Tek foi estabelecido em 1998 no Botswana e em Angola iniciou as suas operações em 2005 em Luanda, posteriormente abriu no Lobito. Foi aplicado 2,4 milhões USD para a implementação deste projecto em Angola, com uma capacidade de produção de 1.800 toneladas métricas por ano.

No País a empresa está representada por distribuidores e parceiros de venda em todo o território. Por razões de controlo e redução de custos a fábrica está localizada numa única circunscrição. Actualmente conta com 150 funcionários.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here