Angola: Os juristas do Presidente , o MPLA e a TPA 1

0
310
A TPA 1 não é e nunca foi , uma empresa pública de comunicação social ao serviço do público ( população angolana) , mas sempre foi uma máquina de ressonância da Presidência da República ( cujos juristas tem dificuldade em dar um parecer jurídico , sem chamar os sócios das consultoras.

QUEBRANDO O TABU’

As campanhas da TPA 1 , que tem 45 anos e não melhora a péssima qualidade, é  capitaneada pelos responsáveis pela informação da Presidência da República e da Segurança interna.

São eles que decidem quem passa , quem nunca passará , o que passa e o que não pode passar.

Da mesma forma , não poucas vezes , a Segurança de Estado paga a pseudo-jornalistas , para incluírem fotos em notícias , de pessoas que nada tem haver com as matérias apresentadas.

Desde a minha adolescência, tenho compromissos para com a honra , o meu bom nome herdado dos meus progenitores e para com os mais vulneráveis.

Por isso , podem fazer de tudo para misturar o nome dos meus filhos ( a responsabilidade é individual), misturarem a minha foto na vossa encomenda ao Club K , porque a verdade está à vista de todos os que querem ver ( pelo menos, os que tiveram a sorte de ir à escola ), pois ninguém na minha família directa foi convidada para o vosso banquete.

Os que ficam em cima do muro, ou fingem não ver e escrevem NADA , sob o anonimato nas redes sociais , ou são pagos , ou prometeram-lhes , ou aguardam cargos no governo , entre outros benefícios.

Tenham coragem e apresentem a lista de todos os que foram convidados pelo Secretariado BP do MPLA , ou escolhidos e propostos pelos Srs. Miala , Kopelipa e Edeltrudes Costa , para integrar a lista do vosso banquete e deixem de nos atirar areia para os olhos.

Com o devido respeito, em vez de influenciar a comunicação social e o poder judicial, o MPLA, deveria é aconselhar o PR a iniciar a limpeza no seu Gabinete , onde abundam corruptos.

 

Maria Luísa Abrantes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here